Regresso ao essencial

“Gabriel tinha um carinho e um respeito enorme pela natureza, costumava dizer que éramos agraciados por ter uma Mãe tão generosa, que nos abriga carinhosamente no seu seio apesar de todo o mal que fazemos a Ela. Isis chegou a ficar arrepiada quando se lembrou das vezes que viu Gabriel reverenciar a natureza, era um momento realmente especial. E parece que agora era a sua vez de passar por isso, ela sentia uma sensação sublime de preenchimento, de união, de dar e receber, de ciclo completo. Isis ficou assim por um tempo, contemplando a magia do universo, sentindo a energia da vida adentrar os seus poros e misturando-se com a sua alma, fazendo parte de uma espécie de reciclagem espiritual.”

Este trecho de “AGEHU – Onde a vida começa a mudar” enfatiza a importância de se reverenciar a natureza, de sentir-se acalentado e grato por estar no seio da Grande Mãe. Em tempos modernos, esta conexão com a natureza perdeu-se bastante; mas a boa notícia é que cada vez mais pessoas estão percebendo a importância de reconectar-se com a sua essência, que está ancorada nas belezas naturais que vislumbram os olhos e corações mais atentos e despertos.

Continue lendo “Regresso ao essencial”

Diário de uma Transformação

Dia 17 – 26 de outubro de 2015 – A montanha mágica, lições de ouro, um dia mais que perfeito

Hoje foi O dia, um dia mais que perfeito, um dia especial, mais um dia de verdade! Acordei às cinco da manhã e fiz as coisas com bastante calma, fui o primeiro a levantar das 15 pessoas que também pernoitaram no albergue naquela noite. Mais uma vez dormi bem ao lado da dupla de amigos que dividiram o quarto comigo em Barcelos, que foram a sensação da noite com seus roncos sonoros e assustadores, rs. Chovia muito de manhãzinha, estavam todos preocupados e fazendo mil planos, mas eu estava tranquilo: se a caminhada hoje tivesse que ser debaixo de chuva, que fosse. Já não tenho vontade de ter controle sobre nada, quero deixar cada vez mais a vida fluir, quero vivê-la sem reclamar de nada, sem lamentar nada, sem “amaldiçoar” nada. Saio então às sete e meia, surpreendentemente não está chovendo, contrariando todas as previsões que diziam que choveria o dia inteiro e a semana toda. Continue lendo “Diário de uma Transformação”