Diário de uma Transformação

Dia 20 – 29 de outubro de 2015 – Lugares especiais de dia, pessoas especiais à noite

Hoje foi mais um dia mágico, parece que a cada dia que Santiago de Compostela se aproxima fica mesmo mais intenso, mais especial. Fui o primeiro a acordar no meio de mais de trinta e poucas pessoas pelo menos – puxei as minhas coisas para fora do dormitório, fiz um chá e ajeitei tudo, antes de sair. Tomei o café da manhã em um lugar na estação de trem da cidade, o dia estava com preguiça de amanhecer, já eram 7:30h e ainda estava bem escuro. Saio caminhando pelas ruas de Pontevedra cantando, cantando animado as novas canções, anunciando um novo dia, um novo tempo, uma nova vida. Se me ouvem, se me julgam, não me importa, realmente não importa. O que importa é estar ali, caminhando, seguindo o meu rumo, seguindo em frente. Penso em meus filhos, penso nela, como fiz em todos os dias durante o caminho, mas me sinto bem, não sinto culpa de nada, me sinto livre, de consciência limpa e tranquila, e não há sensação melhor que esta. Continue lendo “Diário de uma Transformação”

Diário de uma Transformação

Dia 5 – 14 de outubro de 2015 – A sabedoria do caracol e perder-se para encontrar-se

O dia amanheceu lindo em Golegã, que os portugueses pronunciam Guligã – acho muito curioso como eles trocam o som das letras, mesmo vivendo aqui por quase um ano e meio. Antes de sair da cidade, parei na GNR (Guarda Nacional Republicana) para pegar mais carimbada em minha credencial do peregrino, pois preciso sempre de dois carimbos por dia. Na verdade, isso é um pouco indiferente para mim, o importante é percorrer o Caminho e me redescobrir nele, o resto é o resto, tanto que nem trouxe câmera fotográfica, telefone celular ou qualquer outro tipo de aparelho que pudesse desviar a minha atenção. Preciso de concentração total, é a minha vida que está em jogo, a minha reestruturação, o meu renascimento, a minha transformação. Continue lendo “Diário de uma Transformação”