Diário de uma Transformação

Dia 20 – 29 de outubro de 2015 – Lugares especiais de dia, pessoas especiais à noite

Hoje foi mais um dia mágico, parece que a cada dia que Santiago de Compostela se aproxima fica mesmo mais intenso, mais especial. Fui o primeiro a acordar no meio de mais de trinta e poucas pessoas pelo menos – puxei as minhas coisas para fora do dormitório, fiz um chá e ajeitei tudo, antes de sair. Tomei o café da manhã em um lugar na estação de trem da cidade, o dia estava com preguiça de amanhecer, já eram 7:30h e ainda estava bem escuro. Saio caminhando pelas ruas de Pontevedra cantando, cantando animado as novas canções, anunciando um novo dia, um novo tempo, uma nova vida. Se me ouvem, se me julgam, não me importa, realmente não importa. O que importa é estar ali, caminhando, seguindo o meu rumo, seguindo em frente. Penso em meus filhos, penso nela, como fiz em todos os dias durante o caminho, mas me sinto bem, não sinto culpa de nada, me sinto livre, de consciência limpa e tranquila, e não há sensação melhor que esta. Continue lendo “Diário de uma Transformação”

Diário de uma Transformação

Dia 18– 27 de outubro de 2015 – Bosques fantásticos, caminhando com um anjo

Hoje foi outro dia intenso, parece que será assim até o fim, o Caminho revelando seus últimos e valiosos mistérios e surpresas. Acordei em uma boa hora, nem cedo nem tarde, depois de uma boa noite de sono. Desci e fiz um chá, um rooibos que havia na cozinha, um chá que gosto muito. Os únicos que já estavam de pé eram dois senhores franceses que faziam juntos o Caminho Central Português rumo à Santiago. Chá pronto, fui degustá-lo lá fora, saboreando a brisa fria do dia que estava amanhecendo perfeito naquele lugar mágico e lindo no meio do nada. Foi um grande momento de paz que anunciava que o dia hoje também seria especial. Antes de entrar de novo, fiquei observando as placas que havia na entrada do local, aquelas placas com distâncias para os lugares, e três em particular me chamaram a atenção: já tinham sido percorridos 477 km desde Lisboa, faltam 125 km para Santiago de Compostela e 201 km até Finisterre, o destino final de minha jornada. Só restava saber se eu teria condições de realizar a jornada inteira, mas eu tinha fé que o Caminho me traria soluções, e foi uma das coisas que aconteceram hoje. Continue lendo “Diário de uma Transformação”