Dança do êxtase e do mergulho em si mesmo

Conhece-te a ti mesmo, por tantas vezes deparou-se com esta expressão e só agora o seu significado começava a ficar mais claro em sua mente e em seu coração.

Para conhecer a si mesmo verdadeiramente, não é preciso olhar-se no espelho, nem olhos são necessários; a não ser que se enxergue com os olhos da alma, pois é para dentro que há de se direcionar o olhar.

Não é preciso visão externa para vislumbrar-se a luz interior. Para beber a água da fonte, não é necessário estar morto de sede; basta saber que bebê-la é importante.

Isis não tinha certeza de onde vinham estes pensamentos, mas ela aceitava-os de bom grado, confiando em sua origem sem conhecê-la plenamente e ao mesmo tempo agradecida por eles lhe serem enviados. E algo lhe dizia que a confiança era recíproca.”

 

Continue lendo “Dança do êxtase e do mergulho em si mesmo”